Quando apostar no underdog – 5 regras

(como apostar no não favorito)

Apostar no underdog (não favorito) é sempre tentador, pois as odds vão ser  sempre altas e podem alavancar as nossa banca de forma rápida. Contudo é preciso entender que se a casa de apostas coloca determinada equipa como um underdog é por algum motivo. Não quero com isto dizer que a casa está sempre certa pois dessa forma seria complicado encontrar apostas de valor. Existem sim underdogs de valor, mas é preciso entender que não é fácil encontrar esse tipo de odds.

Uma coisa que época após época tende a ser verdade é que existe uma tendência “overrated” nos claros favoritos. Os motivos são simples, equipas muito famosas e com passado/ presente vencedor, como o Barcelona ou o Real Madrid, tendem a ter odds desajustadas, pois a realidade é que somos “nós” que fazemos a odd. E equipas com uma torcida muito grande tende a ter muitos “fãs” apostar a favor da equipa do “coração”. Lembro-me de ler um artigo à uns anos em que falavam que o Liverpool era a equipa com mais adeptos que apostavam em Inglaterra (para além da quantidade absurda de adeptos pelo mundo) e baixavam por consequência sempre a odd nas casas de apostas. Apesar do Liverpool neste momento ser uma equipa que domina, isto aconteceu quando o Liverpool tinha resultados miseráveis. É apenas um exemplo daquilo que vos falei em cima, tendência “overrated”.

Pensem assim, apostar em favoritos é “fácil” (não é) nos olhos de muitos apostadores mais novatos e fanáticos. Apostar nos não favoritos é complicado (é) mas os apostadores mais experientes gostam deste tipo de apostas. Aqui ficam algumas regras para ajudar na hora de escolher um jogo para apostar no não favorito (underdog) :

5 regras para apostar no Underdog

1- Não te deixes levar pelo que outros “dizem” – Apostar num não favorito é sempre ir contra o que os outros pensam. Se achares na odd do não favorito não tenhas medo do que os outros dizem. Lembra-te que 99% dos apostadores perde dinheiro no longo prazo. Não confies em opiniões alheias se sentires que a tua análise na odd foi de valor.

2- Está atento a jogos que coloquem em oposição equipas de ligas diferentes – Regra de ouro para quem gosta de procurar “underdogs”. O motivo é simples, as casas de apostas e os apostadores tendem a não saber como “casar” duas equipas de ligas diferentes. O PSG é um bom exemplo, joga numa liga média e costuma apresentar sempre dificuldades contra equipas top 3 de ligas ditas grandes. No entanto o plantel do PSG é tão bom que por vezes as odds colocam a equipa de Paris como favorita. Um exemplo ainda melhor:

A Juventus é sempre dúvida uma grande equipa mas não tinha dos melhores jogos na liga Italiana e o Ajax vinha a fazer duas campanhas excelentes tanto na liga interna como na champions. Contava com o melhor plantel dos últimos 10 anos e vinha numa fase muito “crescente” face a uma fase menos boa da Juve. A Juve é uma equipa com estrelas mundiais como Dybala, Ronaldo, milhões de adeptos, joga numa liga dita grande, e o mercado vai atrás disto:

Estas odds não eram justas como é lógico (não digo isto depois de saber o resultado) e um lay na Juve ou o back no Ajax era sem dúvidas apostas de valor. Isto é apenas um exemplo de como o mercado a nível internacional tende a ter mais dificuldades em dar odds corretas, no mercado interno acaba por ser mais fácil para as casas de apostas nos apresentarem odds mais realistas. É uma questão de “data” e não existindo muita informação de como duas equipas se podem defrontar tende a existir odds erradas.

3- Jogos com claro favorito e tendência “under goals” podem ser bons para o underdog – Apesar de estarmos aqui a falar de como apostar no não favorito, podemos também apostar contra o favorito. Seja fazendo um lay na Betfair ao favorito seja numa casa de apostas simples meter “dupla” oportunidade no underdog. E aí entra valor em ir jogos com tendência under, ou seja um jogo com poucos golos à partida. A razão é simples, se forem na contra ao favorito e jogo como é de prever mantiver 0 0-0 durante algum tempo vai acontecer um ajuste do mercado e podes fazer trading nessa altura com um bom lucro. Se tiveres apostar numa casa de apostas “comum” é bom escolheres uma casa com um cashout justo.

4- Calcula o valor das odds – Vamos supor um PSG vs Sevilha, a odd do PSG está a 1.4. Pois bem vamos ver o que isso significa em termos de percentagem: 100/1.4 = 71% – Ou seja o mercado acredita que o PSG conta com 71% de chances de vitória. É aqui é importante nós também termos a nossa “odd” pois só assim vamos encontrar valor. Vamos supor que depois da vossa análise vocês acham que o PSG conta com 50% apenas de chance de vencer o jogo (seria uma odd de 2) é aqui que podemos de fato ir no Back ao underdog ou mesmo num lay ao PSG. Agora não entrem em ilusões. Se depois de estudarem o jogo e vocês chegarem à conclusão que o PSG apenas com 20% de chances de vencer o jogo é preciso reverem de forma urgente a vossa análise. Pois em regra geral o mercado não erra tanto. O mercado dos não favoritos é lucrativo mas tende a criar uma sentimento de ilusão no sentido que depois de vencermos 4-5 apostas de não favoritos existe uma tendência em acreditar que o mercado está sempre errado (já passei por isso) e que nós sabemos sempre onde está o valor. O mercado está errrado muita vez, mas não sempre e em regral geral acerta mais do que falha.

5- Combinar sempre análise fundamental com a análise estatística. – Este vai ser sempre as última regra em qualquer mercado. Vou inclusive colocar aqui o que disse em outros mercados:  Não apostem só na base de estatísticas, pois lembrem-se que elas são “alteradas” de jogo para jogo. Uma análise fundamental vai sempre mostrar a “big picture”.Apostar com base em stats é olhar apenas para uma árvore e não para a floresta.

No vídeo falo um pouco mais ao detalhe de como trabalho neste mercado.

Já têm o nosso ebook? É grátis por tempo limitado!

Parceiros que recomendo:

Criador do PicksDazer.Com. Trader profissional desportivo. Apaixonado pelo mundo do futebol. Vasta experiência no mundo das apostas. Não vê o PicksDazer como uma comunidade, mas sim como uma família!
>