Gestão emocional nas apostas (o que não te contam)

Não vale de nada ser um especialista em encontrar boas odds, ter uma taxa de acerto gigante, mas no final não ter qualquer noção de gestão banca e controlo emocional.

 (o artigo em vídeo)

Gerir uma banca é muito simples. Sei que existem métodos complicados, onde as percentagens são calculadas ao pormenor, no entanto não vejo que isso seja necessário. Pessoalmente gosto de apostar no MÁXIMO com 10% da banca num jogo. E creio que esta quantia é a ideal. Muitos vão dizer que é diferente trabalhar com 20k ou com 20 euros. Sim a responsabilidade é outra, é a única diferença, além dos problemas de liquidez. Não existe desculpa para apostar mais que 10%. O que conta nas apostas são percentagens e não quantias.

Quem não entender isto dificilmente fará dinheiro. Acreditem, hoje 20 euros é pouco, mas 1000 euros mais tarde também o serão. Falo por experiência própria. Nós temos sempre uma noção que estamos apostar pouco. No entanto é crucial sermos fieis ao nosso método de gestão de banca.

Eu acredito que todos os apostadores conseguem aprender a gerir uma banca em poucos minutos, afinal de contas como disse é algo “básico”. Algo mais complicado de controlar é as nossas emoções. A gestão de banca é fácil de fazer quando tudo corre bem, no entanto após algumas perdas muitos apostadores ignoram completamente as regras da sua gestão de banca e correm atrás do prejuízo. Nunca acaba bem.

O controlo emocional é algo mais introspectivo. Todos nós devemos fazer uma auto-avaliação sobre o nosso estado emocional. Apostadores devem ter um controlo emocional perfeito, pois o minímo descontrolo acaba com perdas enormes. Se não vive uma vida emocional estável, apostar só vai agravar o seu estado de espírito.

Não sou psicólogo, no entanto o conselho é muito básico. Aposte sempre algo que o não o afete emocionalmente em caso de perda. Encare sempre as perdas como parte do processo e não abra excepções na sua gestão de banca. A meu ver o controlo emocional é de longe o maior problema que grande parte dos apostadores enfrentam. Gerir uma banca é simples, controlar emoções não.

Ter sucesso nas apostas é algo complicado, mas não impossível. E acredito que vários apostadores possuem um bom conhecimento na hora de apostar. É muito provável que consigas ganhar mais do que perdes e mesmo assim acabares a rebentar a tua banca. No fundo o teu ládo mais técnico está num bom nível, mas o teu nível emocional ainda é amador. É aqui que tudo complica. Sim saber encontrar valor em apostas é o primeiro passo para o sucesso mas não é o último. Precisas de entender que apostas contam sempre com perdas. Fazem parte do trajeto. Se continuas a correr atrás das perdas e a rebentar bancas mais vale parares.

Não é por carregares a conta outra vez que o teu controlo emocional fica “resolvido”. Repito: controlo emocional é algo instrospectivo. Reflete o motivo de não aceitares perdas, muita das vezes vejo artigos onde este tema é pouco abordado ou então é abordado da forma mais clássica: “para a próxima mete só 10%!” – Isto é fácil de dizer quando corre bem, quando corre mal muitos manda os “10%” pela janela. É importante entender que o controlo emocional é algo mais complexo de ser “trabalhado” pois muita das vezes reflete o nosso estado emocional na sua vida pessoal ou mesmo profissional.

O meu conselho embora não muito “agradável” é simples. Se queres continuar apostar reflete sobre as tuas emoções e sobre aquilo que estás disposto aceitar no longo prazo. Se sentires que isto é um “investimento” e como tal existe risco estás mais próximo de controlar a tua banca no longo prazo.

Já têm o nosso ebook? É grátis por tempo limitado!

Parceiros que recomendo:

Criador do PicksDazer.Com. Trader profissional desportivo. Apaixonado pelo mundo do futebol. Vasta experiência no mundo das apostas. Não vê o PicksDazer como uma comunidade, mas sim como uma família!
>