Análise técnica – Trading em Cavalos

 

Depois de ter encontrado um site onde, um tal de Jim Makos, mostra como se pode utilizar a análise técnica para fazer trade nos cavalos, decidi hoje experimentar. Como tenho alguma experiência dos mercados bolsistas, achei que podia tirar algum partido disso.

Por volta das 10 horas abri uma corrida que iria começar ao meio-dia, de modo a observar o comportamento até ao seu início.

Este foi o gráfico que se formou nessas duas horas, retirado do Fairbot.

Assim à primeira vista é difícil saber onde e quando entrar no mercado.
Mas se verificarem com atenção reparam que entre as 10 e as 11 horas as odds vêm em queda ligeira, formando uma tendência de descida. E que nesse mesmo intervalo de tempo as odds batem 3 vezes nos 2.10, formando assim um suporte visível.
Vamos então traçar essas linhas. A tendência descendente traça-se unindo os topos onde as odds são correspondidas. Quantos mais pontos tocar mais válida se torna a tendência, e o mesmo se passa para suportes e resistências.

(Ali por volta das 10:48 há um falso break do suporte, visto que as odds recuperaram muito rapidamente. Provavelmente terá sido alguém que efectuou uma forte venda.)

A figura traçada é designada por triângulo descendente e não é preciso explicar porquê. Estes triângulos, quando são formados, normalmente indicam que estamos perto de uma mudança na tendência. Foi precisamente o que se verificou, por volta das 11:15, a 45 minutos do início da corrida. A linha de tendência descendente é quebrada, e após alguma consolidação de uma dezena de minutos, as odds disparam dos 2.20 até aos 2.50 em pouco mais de 10 minutos. Uma mina!
Tudo isto deve ser confirmado com o peso do dinheiro.

As odds sobem até aos 2.50, descem até aos 2.35 e regressam em força até perto dos 2.55. Aqui esgota-se a pressão compradora e as odds iniciam uma queda brutal. Nem param nos 2.35 como tinham feito na queda anterior, havendo aqui um sinal técnico de que a queda iria continuar. Bom momento para entrar (fazer back), embora difícil devido ao curto intervalo de tempo. O gráfico ainda nos iria indicar um novo bom momento para entrar, agora que estamos a poucos minutos do início da corrida, e quando a volatilidade é elevadíssima. Onde? No suporte dos 2.10. A partir do momento em que o suporte não é quebrado (nem chega a tocar lá) e inicia nova subida, é certo que há caminho livre para cima, pois tirando os 2.35 não há outra resistência visível. Passa os 2.35 que nem uma flecha e embora não apareça no gráfico, as odds ainda chegaram aos 2.80!

Estes foram os trades que fiz. Sabia onde estava o suporte, mas não tentei adivinhar topos, pois isso é tarefa para mágicos. Acompanhava o peso do dinheiro e com alguns sinais optei por fechar posições com lucro.

Se houver interesse colocarei mais 2 gráficos de outras tantas corridas. Uma com 2 trades bem sucedidos, mas arriscados dada a baixa liquidez, e outro onde falhei redondamente a entrada por precipitação.


IN: apostaganha.pt

Criador do PicksDazer.Com. Trader profissional desportivo. Apaixonado pelo mundo do futebol. Vasta experiência no mundo das apostas. Não vê o PicksDazer como uma comunidade, mas sim como uma família!

2 Comments

  1. Bwilson_rush

    December 4, 2012 at 17:20

    Muito bom, tens mais gráficos a exemplificar tipo estes? 

  2. marques619

    July 10, 2014 at 21:20

    Adorei estas explicações por mim Dazer podias investir mais nos cavalos porque é coisa que eu gosto e gostava muito de me aperfeiçoar , podes meter mais graficos e nas tabelas a cena do dinheiro para poder perceber melhor onde a um suporte com vendo o dinheiro abraço. e obrigado 😀

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Utilizamos cookies para melhorar o nosso site. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização Mais informação

O que são cookies? Os cookies são arquivos criados pelos websites visitados. Esses arquivos armazenam informações de navegação, como preferências do site ou informações do perfil. Existem dois tipos de cookie. Cookies próprios são definidos pelo domínio do site listado na barra de endereço. Cookies de terceiros são provenientes de outras fontes do domínio que têm itens, como anúncios ou imagens, incorporados na página.

Fechar